• Os achados feitos nas escavações, nomeadamente o notável conjunto de mármores esculpidos, que decoravam a parede da villa, podem ser apreciados no Museu do Rabaçal, instalado na Aldeia do Rabaçal

  • Museu do Rabaçal, com exposição permanente.

    Horário de Funcionamento:

    Terça a Domingo das 11h às 13h e das 14h às 18h

  • Miradouro de Chanca, dotado de painel explicativo sobre diferentes pontos de interesse na paisagem, constituindo-se como um olhar sobre diferentes tempos de ocupação.


 

 

 

Envio de Mensagens

Contacte-nos se pretende alguma informação sobre o Rabaçal ou outro assunto relacionado com este sítio. Também gostaríamos de ter a sua opinião. Até breve...






Facebook Comentários


Turismo Versão para impressão Enviar por E-mail

Aqui o turismo e o lazer estão fortemente vocacionados para a vertente cultural. O Rabaçal, é uma aldeia cultural, no sentido que possui patrimónios culturais e naturais dinâmicos. Património cultural nas áreas da história, da arqueologia e da cultura popular, e património natural porque a natureza é “sui generis”, não tem sofrido fortes agressões, e as pessoas ainda se relacionam com ela numa situação de interdependência muito estreita. Contudo, o território oferece condições excepcionais para a prática de actividades desportivas e de lazer ao ar livre de cariz não poluente, como sejam passeios pedestres de manutenção física, passeios e provas de bicicleta, parapente, etc., que a simbiose entre o vale e a serra proporciona através de caminhos no meio da natureza.

Há também percursos ideais para quem não possa ou queira fazê-los a pé. Mesmo a pontos mais elevados, como seja a aldeia de Chanca,  pode-se ir de automóvel e admirar a paisagem.

Visitar as ruínas da Villa Romana e o Espaço Museu, é motivo suficientemente forte para cativar o turista a deslocar-se ao Rabaçal, no entanto as ofertas são mais diversificadas porque se pode subir ao miradouro da Chanca ou ao Castelo do Germanelo, donde se observam por aí paisagens deslumbrantes tanto do vale do rio dos Mouros (Caralio Seco, era como os romanos o denominavam) como dos montes e serras em redor.      

As actividades rurais tradicionais contribuem para que os produtos daí derivados, como o emblemático queijo, que ainda actualmente é produzido de forma artesanal, permitem a quem visite o Rabaçal seja possível provar e adquirir, este saboroso e peculiar queijo e outros produtos da gastronomia local como nozes, doces de abóbora, broa, e pratos confeccionados.

João Elisio, 12-2010

  
Outros pontos de interesse ao redor do Rabaçal:
http://www.cm-penela.pt/turismo/roteiro.html 

 

 

Visitantes do Site

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje78
mod_vvisit_counterOntem144
mod_vvisit_counterEsta Semana222
mod_vvisit_counterEste Mês2689
mod_vvisit_counterTodos362338

Visitantes em Linha

Temos 26 visitantes em linha

Copyright © 2017. Jose Gomes - Criado em Joomla e shape5 www.gomitos.com